quinta-feira, 7 de maio de 2009

We the people fight for our existence, We don't claim to be perfect but we're free

Ok, este post já estava na cabeça há muito tempo, e agora eu resolvi escrevê-lo, vou usar alguns termos pseudo-psicológicos e bobagens politicamente corretas do século 21 mas isso não quer dizer que eu concorde certo?

O post vai falar sobre arrependimento.
Na boa, acho arrependimento uma grande bobagem(não confundam com aprender com os erros ou reconhecê-los), com óbvias exceções -que aliás, são a confirmação da regra- arrepender-se é um ato de auto-negação.
Vou explicar: fala-se muito sobre amor-próprio, ser feliz com quem você é, estar confortável com você mesmo, e blablabla. Toda essa bobagem de auto-ajuda, pra conformar a pessoa se ela for uma merda e exaltar a pessoa se ela for boa. Mas uma coisa que eu acho engraçado, é que nunca vi ninguém falar nada de arrependimento.

Vamos colocar as coisas assim: Você ama quem você é? Esta confortável consigo mesmo? Feliz em ser você? Bom, se sua resposta for não, feche o blog e vá se arrepender à vontade meu caro, pois nada do que segue aqui vai servir pra você, e volte quando se amar ok?(e não cometas atos errados por causa do "se amar")

A coisa é simples, se você ama quem você é, você não pode se arrepender. Simplesmente NÃO PODE. Por que se você ama a si mesmo, então você ama cada acontecimento da sua vida. Cada um, mesmo os ruins, mesmo os péssimos. Afinal, cada um deles contribuiu pra tornar você quem você é, cada um, mesmo seus erros, mesmo quando você magoou alguém, mesmo a maior merda que você poderia ter feito; tudo isso, absolutamente TUDO isso, tornou você quem você é hoje, então se você se arrepende, se você se recrimina por determinado ato, você se recrimina por ser você, você se renega. E se você se renega, você não se ama certo?

A coisa é simples, errar é normal, é corriqueiro, todo mundo erra, e todo mundo vai errar, hoje e sempre, e aqui vai uma novidade para alguns: Você errou, mas o mundo gira do mesmo jeito que ontem, as pessoas acordaram e foram para o serviço do mesmo jeito que antes, pessoas morreram do mesmo jeito que antes. Nada parou porque você cometeu um erro, magoou alguém, fez algo, etc. Errar, magoar, não é o fim de tudo, é uma etapa, uma etapa de um ciclo que não vai parar, e do qual você é apenas uma peça. Se você errou, conserte, se magoou alguém, desculpe-se, mas nunca jamais se arrependa, simplesmente levante-se e continue indo, carregando mais este peso ns costas, tenha coragem de assumir seus erros sem usar a clássica escapatória "se eu pudesse voltar no tempo, não faria isso".

Seja você e você por completo, sem fugir, sem se esconder, assumindo tudo que faz, tomando as consequências por suas ações, sem recuar por covardia ou medo, sem se arrepender.

PS:Esse post ficou mega auto-ajuda, alguém manda pro Paulo Coelho? Eu posso acabar ajudando ele a escrever um livro depois dessa D:
Vídeo do dia: Less Than Jake - Rest of my Life:

Somewhere PS: O que aparece escrito no vídeo é: "O dia em que a criança descobre que todos os adultos são imperfeitos, ela se torna adolescente, no dia em que ela os perdoa, ela se torna um adulto, no dia em que a criança perdoa a si mesma, ela se torna sábia." Alden Nowlan

6 comentários:

Maria Luísa disse...

E o que seria perdoar??Um ato divino ou humano??
O que convém a nós fazer?Só viver?XD

Gui to super pensando aki amei o post!Parabéns!!!Eu pensei em algo parecido a respeito de pecado entende??Soh q eh mta coisa, depois kando vc tiver tempo dah uma passada no meu blog, eu postei lah!

http://alma-poetiza.blogspot.com/

Parabéns gui ^^'

enD disse...

Parei de ler no meio, isso explica?

Leonel "Greed" disse...

Endeee é maravilhoso ver vc aqui de novo =D

Nuno Coelho disse...

Há uma coisa intrigante aqui. Algo que é de "auto-ajuda", é de "auto-ajuda" pra quem escreveu! Pra quem lê é ajuda! lol

Falando de arrependimento agora, eu o vejo de uma maneira diferente. Sim, está certo o que você disse de que o que fazemos é o que nos define, porém, a meu ver, nós podemos escolher quem e como seremos!
Se você faz algo que não condiz com o que você quer pra você, você se arrepende dessa ação. É assim que nós moldamos quem nós somos, nós podemos escolher e as escolhas que fazemos é que nos definem.
No mais, é bom vê-lo postando no blog novamente!
Abrass

Leonel "Greed" disse...

concordo com você nuno, mas nós nunca estamos definidos, assim você só poderia ir contra o que você idealiza pra você.

realmente nem todo arrependimento está errado, mas eu acho que se arrepender de tudo é uma coisa covarde

Douglas John Paul Gallagher disse...

Hummm tbm acho errado vc se arrepender das escolhas q fez! Outra coisa em q acredito eh...por exemplo: vc comete um erro, onde esse ato deveria magoar uma pessoa, mas suponhamos que ela(pessoa) não ligue a mínima, ainda sim vc se arrependeria pelo seu ato mesmo sabendo q cometeu um erro? Creio q não, mas qndo a outra parte se decepciona aos nossos olhos podemos perder aquela ligação q antes tinhamos com a pessoa em questão e para não perder esse benefício(eh isso msmo soh temos ligação com qm nos traz um certo benefício) fingimos estar arrependidos.